/page/2
Salamandras dançam ardentementeDançam no coração da genteSão faíscas de nosso espírito,São nossos sentimentosMais desconhecidosSão corações ardendo,Mentes voando,Nosso jeito de serSer sem medo de agir,Sem medo de se arriscarÉ a liberdade que queremosA esperança que temosÉ arder sem se queimarAutoria: Vivian (Nimue) Ferreira.
Em 6 de setembro de 2009Concluído em 12 de setembro de 2009.

Salamandras dançam ardentemente
Dançam no coração da gente

São faíscas de nosso espírito,
São nossos sentimentos
Mais desconhecidos

São corações ardendo,
Mentes voando,
Nosso jeito de ser
Ser sem medo de agir,
Sem medo de se arriscar

É a liberdade que queremos
A esperança que temos
É arder sem se queimar

Autoria: Vivian (Nimue) Ferreira.

Em 6 de setembro de 2009
Concluído em 12 de setembro de 2009.

Um Pai-de-Santo, para definir bem a influência dos orixás nas pessoas contou uma estória:

 - Simulemos um fato: Imaginem duas pessoas brigando. 

Passando um filho de Ogum, ou ele passa direto e nem olha, ou já vai se meter na briga. 
Um filho de Xangô para, fica olhando, e já começa a reclamar. Coitado do baixinho! Por que será esta briga? Acho que aquele alto não tem razão. E pior, nem sabe brigar. É um fraco. E fica questionando. 
Um filho de Oxóssi para, senta no chão e, rindo, fica assistindo e se deleitando com a briga.
Uma filha de Iemanjá chamaria os dois, colocaria suas cabeças em seu colo e os acalmaria recomendando paz. 
Uma filha de Iansã já reclamaria e chamaria a polícia.
 Alguém perguntou:

- E uma filha de Oxum, que faria? 

 Ele Respondeu:
- Nada, e nem poderia. Os dois estavam brigando por causa dela…

Um Pai-de-Santo, para definir bem a influência dos orixás nas pessoas contou uma estória:

 - Simulemos um fato: Imaginem duas pessoas brigando.
 

  • Passando um filho de Ogum, ou ele passa direto e nem olha, ou já vai se meter na briga.
  • Um filho de Xangô para, fica olhando, e já começa a reclamar. Coitado do baixinho! Por que será esta briga? Acho que aquele alto não tem razão. E pior, nem sabe brigar. É um fraco. E fica questionando.
  • Um filho de Oxóssi para, senta no chão e, rindo, fica assistindo e se deleitando com a briga.
  • Uma filha de Iemanjá chamaria os dois, colocaria suas cabeças em seu colo e os acalmaria recomendando paz.
  • Uma filha de Iansã já reclamaria e chamaria a polícia.

 Alguém perguntou:

- E uma filha de Oxum, que faria?

 Ele Respondeu:

- Nada, e nem poderia. Os dois estavam brigando por causa dela…

Você acredita em tarô?

  • Alguém: Você acredita em tarô?
  • Eu: Claro que acredito. Olha o baralho aqui... Você não está enxergando ele?
Não sejas o de hoje.Não suspires por ontens…Não queiras ser o de amanhã.Faze-te sem limites no tempo.Vê a tua vida em todas as origens.Em todas as existências.Em todas as mortes.E sabe que serás assim para sempre.Não queiras marcar a tua passagem.Ela prossegue:É a passagem que continua.É a tua eternidade…É a eternidade.És tu.- Cecília Meireles.

Não sejas o de hoje.
Não suspires por ontens…
Não queiras ser o de amanhã.
Faze-te sem limites no tempo.
Vê a tua vida em todas as origens.
Em todas as existências.
Em todas as mortes.
E sabe que serás assim para sempre.
Não queiras marcar a tua passagem.
Ela prossegue:
É a passagem que continua.
É a tua eternidade…
É a eternidade.
És tu.

- Cecília Meireles.

O afloramento do inconsciente é um fenômeno que pode ocorrer mesmo sem o auxílio das cartas. No entanto, por produzirem imagens arquetípicas que fazem parte de nossa memória coletiva e que estimulam esse afloramento, as cartas são utilizadas como veículos que favorecem o fluxo do Inconsciente para o Consciente.
CAMARGO, Pedro. Iniciação ao Tarô. Rio de Janeiro: Nova Era, 1992. p.15 e 16.
Não digas onde acaba o diaOnde começa a noiteNão fales palavras vãs.As palavras do mundo.Não digas onde começa a Terra,Onde termina o céu.Não digas até onde és tu.Não digas até onde é Deus.Não fales palavras vãs.Desfaze-te da vaidade triste de falar.Pensa, completamente silencioso.Até a glória de ficar silencioso,Sem pensar.
- Cecília Meireles.

** Aurora austral sobre o mar, entre a Antártica e a Austrália. Foto do astronauta holandês Andre Kuipers, a bordo da Estação Espacial Internacional (ISS). 13 de março de 2012.

Não digas onde acaba o dia
Onde começa a noite
Não fales palavras vãs.
As palavras do mundo.
Não digas onde começa a Terra,
Onde termina o céu.
Não digas até onde és tu.
Não digas até onde é Deus.
Não fales palavras vãs.
Desfaze-te da vaidade triste de falar.
Pensa, completamente silencioso.
Até a glória de ficar silencioso,
Sem pensar.

- Cecília Meireles.

** Aurora austral sobre o mar, entre a Antártica e a Austrália. Foto do astronauta holandês Andre Kuipers, a bordo da Estação Espacial Internacional (ISS). 13 de março de 2012.

"Cala boca! Estou te homenageando!"
A Band de Santa Catarina postou isso hoje, dizendo “Parabéns”.
As mulheres não se silenciaram, e lógico, eles apagaram. Porque são superiores, e não erram.——
Amarelo, preto e vermelho são cores de alerta e perigo. O Amarelo, em especial, é cor do medo. É como se fosse um aviso de alerta dizendo “fique em silêncio e tenha medo”.
Além disso, existe o jogo de palavras, que mudam de tamanho, salientando apenas uma parte do enunciado, que, se em lido em separado, torna-se outra mensagem: “Atenção Mulheres, Silêncio! Silêncio é uma regra! Somente nós, homens, garra, determinação, poder, mãe, esposa, profissional, amante, Mulher”.
A mensagem impõe silêncio, como uma mensagem de alerta. Diz que o silêncio é uma regra - regras devem ser seguidas, se não serão punidas. E o amarelo com preto já vem dizendo para ter medo e é perigoso quebrar a regra.
O resto da mensagem revela que só os homens possuem garra, determinação e poder - demonstrando ser misógina.
Mesmo que a intenção tenha sido positiva - o que duvido muito - toda a mensagem diz que os homens são melhores que as mulheres e é melhor ficarmos quietas e termos medo.
Em termos de marketing, nem é preciso falar… Ninguém - ou poucas mulheres - leram isso como um “parabéns” - e a chance de as que gostam serem as que ficam quietas (sofrem quietas, apanham quietas, morrem quietas) é grande. As únicas pessoas que defenderam a mensagem como positiva foram alguns homens.Como de nós não obtiveram o devido silêncio, tudo foi apagado, e vocês não encontraram essa imagem no facebook da Band Santa Catarina. 

"Cala boca! Estou te homenageando!"

A Band de Santa Catarina postou isso hoje, dizendo “Parabéns”.

As mulheres não se silenciaram, e lógico, eles apagaram. Porque são superiores, e não erram.

——

Amarelo, preto e vermelho são cores de alerta e perigo. O Amarelo, em especial, é cor do medo. É como se fosse um aviso de alerta dizendo “fique em silêncio e tenha medo”.

Além disso, existe o jogo de palavras, que mudam de tamanho, salientando apenas uma parte do enunciado, que, se em lido em separado, torna-se outra mensagem: “Atenção Mulheres, Silêncio! Silêncio é uma regra! Somente nós, homens, garra, determinação, poder, mãe, esposa, profissional, amante, Mulher”.

A mensagem impõe silêncio, como uma mensagem de alerta. Diz que o silêncio é uma regra - regras devem ser seguidas, se não serão punidas. E o amarelo com preto já vem dizendo para ter medo e é perigoso quebrar a regra.

O resto da mensagem revela que só os homens possuem garra, determinação e poder - demonstrando ser misógina.

Mesmo que a intenção tenha sido positiva - o que duvido muito - toda a mensagem diz que os homens são melhores que as mulheres e é melhor ficarmos quietas e termos medo.

Em termos de marketing, nem é preciso falar… Ninguém - ou poucas mulheres - leram isso como um “parabéns” - e a chance de as que gostam serem as que ficam quietas (sofrem quietas, apanham quietas, morrem quietas) é grande. As únicas pessoas que defenderam a mensagem como positiva foram alguns homens.

Como de nós não obtiveram o devido silêncio, tudo foi apagado, e vocês não encontraram essa imagem no facebook da Band Santa Catarina. 

ANTES DE TUDO
O Tarô não é apenas um oráculo ao qual nos dirigimos na esperança de ouvir conselhos para o nosso quotidiano. Se bem utilizado, revela-se um extraordinário veículo de evolução do ser através do autoconhecimento e, como tal, é um instumento de trabalho. Suas cartas reproduzem imagens que pertencem ao acervo mental e emocional da Humanidade conhecido como Inconsciente Coletivo. Sua mensagem, portanto, não deve ser interpretada de maneira meramente racional.
A prática do Tarô pode ser associada a vários outros conhecimentos, esotéricos ou não. Mas, antes de tudo, é um processo de análise que permite, através da observação dos símbolos, a liberação daquilo que todos já possuímos, ou seja, a intuição.
É basicamente a partir da intuição que o Tarô deve ser trabalhado.
CAMARGO, Pedro. Iniciação ao Tarô. Rio de Janeiro: Nova Era, 1992. p. 11

ANTES DE TUDO

O Tarô não é apenas um oráculo ao qual nos dirigimos na esperança de ouvir conselhos para o nosso quotidiano. Se bem utilizado, revela-se um extraordinário veículo de evolução do ser através do autoconhecimento e, como tal, é um instumento de trabalho. Suas cartas reproduzem imagens que pertencem ao acervo mental e emocional da Humanidade conhecido como Inconsciente Coletivo. Sua mensagem, portanto, não deve ser interpretada de maneira meramente racional.

A prática do Tarô pode ser associada a vários outros conhecimentos, esotéricos ou não. Mas, antes de tudo, é um processo de análise que permite, através da observação dos símbolos, a liberação daquilo que todos já possuímos, ou seja, a intuição.

É basicamente a partir da intuição que o Tarô deve ser trabalhado.

CAMARGO, Pedro. Iniciação ao Tarô. Rio de Janeiro: Nova Era, 1992. p. 11

[…] Sabia que ninguém mais ouviria com o mesmo respeito, porque as pessoas tinham medo de saber como a vida era mágica; estavam acostumadas com suas casas, seus empregos, suas expectativas, e se alguém aparecesse dizendo que era possível viajar no tempo - era possível ver castelos no Universo, tarots que contavam histórias, homens que caminhavam pela noite escura - as pessoas iriam se sentir roubadas pela vida, porque elas não tinham aquilo, a vida delas era o dia sempre igual, a noite sempre igual, os fins de semana iguais.
– COELHO, Paulo. Brida. São Paulo: Rocco, 1995, p.93.

"A tendência da vida é dar certo, assim como a da semente é germinar".
"The tendency of the life is work out like the tendency of the seed is germinate".
CAMARGO, Pedro. Iniciação ao Tarô. Rio de Janeiro: Nova Era, 1992. p.17.

"A tendência da vida é dar certo, assim como a da semente é germinar".

"The tendency of the life is work out like the tendency of the seed is germinate".

CAMARGO, Pedro. Iniciação ao Tarô. Rio de Janeiro: Nova Era, 1992. p.17.

Salamandras dançam ardentementeDançam no coração da genteSão faíscas de nosso espírito,São nossos sentimentosMais desconhecidosSão corações ardendo,Mentes voando,Nosso jeito de serSer sem medo de agir,Sem medo de se arriscarÉ a liberdade que queremosA esperança que temosÉ arder sem se queimarAutoria: Vivian (Nimue) Ferreira.
Em 6 de setembro de 2009Concluído em 12 de setembro de 2009.

Salamandras dançam ardentemente
Dançam no coração da gente

São faíscas de nosso espírito,
São nossos sentimentos
Mais desconhecidos

São corações ardendo,
Mentes voando,
Nosso jeito de ser
Ser sem medo de agir,
Sem medo de se arriscar

É a liberdade que queremos
A esperança que temos
É arder sem se queimar

Autoria: Vivian (Nimue) Ferreira.

Em 6 de setembro de 2009
Concluído em 12 de setembro de 2009.

Um Pai-de-Santo, para definir bem a influência dos orixás nas pessoas contou uma estória:

 - Simulemos um fato: Imaginem duas pessoas brigando. 

Passando um filho de Ogum, ou ele passa direto e nem olha, ou já vai se meter na briga. 
Um filho de Xangô para, fica olhando, e já começa a reclamar. Coitado do baixinho! Por que será esta briga? Acho que aquele alto não tem razão. E pior, nem sabe brigar. É um fraco. E fica questionando. 
Um filho de Oxóssi para, senta no chão e, rindo, fica assistindo e se deleitando com a briga.
Uma filha de Iemanjá chamaria os dois, colocaria suas cabeças em seu colo e os acalmaria recomendando paz. 
Uma filha de Iansã já reclamaria e chamaria a polícia.
 Alguém perguntou:

- E uma filha de Oxum, que faria? 

 Ele Respondeu:
- Nada, e nem poderia. Os dois estavam brigando por causa dela…

Um Pai-de-Santo, para definir bem a influência dos orixás nas pessoas contou uma estória:

 - Simulemos um fato: Imaginem duas pessoas brigando.
 

  • Passando um filho de Ogum, ou ele passa direto e nem olha, ou já vai se meter na briga.
  • Um filho de Xangô para, fica olhando, e já começa a reclamar. Coitado do baixinho! Por que será esta briga? Acho que aquele alto não tem razão. E pior, nem sabe brigar. É um fraco. E fica questionando.
  • Um filho de Oxóssi para, senta no chão e, rindo, fica assistindo e se deleitando com a briga.
  • Uma filha de Iemanjá chamaria os dois, colocaria suas cabeças em seu colo e os acalmaria recomendando paz.
  • Uma filha de Iansã já reclamaria e chamaria a polícia.

 Alguém perguntou:

- E uma filha de Oxum, que faria?

 Ele Respondeu:

- Nada, e nem poderia. Os dois estavam brigando por causa dela…

Você acredita em tarô?

  • Alguém: Você acredita em tarô?
  • Eu: Claro que acredito. Olha o baralho aqui... Você não está enxergando ele?
Não sejas o de hoje.Não suspires por ontens…Não queiras ser o de amanhã.Faze-te sem limites no tempo.Vê a tua vida em todas as origens.Em todas as existências.Em todas as mortes.E sabe que serás assim para sempre.Não queiras marcar a tua passagem.Ela prossegue:É a passagem que continua.É a tua eternidade…É a eternidade.És tu.- Cecília Meireles.

Não sejas o de hoje.
Não suspires por ontens…
Não queiras ser o de amanhã.
Faze-te sem limites no tempo.
Vê a tua vida em todas as origens.
Em todas as existências.
Em todas as mortes.
E sabe que serás assim para sempre.
Não queiras marcar a tua passagem.
Ela prossegue:
É a passagem que continua.
É a tua eternidade…
É a eternidade.
És tu.

- Cecília Meireles.

O afloramento do inconsciente é um fenômeno que pode ocorrer mesmo sem o auxílio das cartas. No entanto, por produzirem imagens arquetípicas que fazem parte de nossa memória coletiva e que estimulam esse afloramento, as cartas são utilizadas como veículos que favorecem o fluxo do Inconsciente para o Consciente.
CAMARGO, Pedro. Iniciação ao Tarô. Rio de Janeiro: Nova Era, 1992. p.15 e 16.
Não digas onde acaba o diaOnde começa a noiteNão fales palavras vãs.As palavras do mundo.Não digas onde começa a Terra,Onde termina o céu.Não digas até onde és tu.Não digas até onde é Deus.Não fales palavras vãs.Desfaze-te da vaidade triste de falar.Pensa, completamente silencioso.Até a glória de ficar silencioso,Sem pensar.
- Cecília Meireles.

** Aurora austral sobre o mar, entre a Antártica e a Austrália. Foto do astronauta holandês Andre Kuipers, a bordo da Estação Espacial Internacional (ISS). 13 de março de 2012.

Não digas onde acaba o dia
Onde começa a noite
Não fales palavras vãs.
As palavras do mundo.
Não digas onde começa a Terra,
Onde termina o céu.
Não digas até onde és tu.
Não digas até onde é Deus.
Não fales palavras vãs.
Desfaze-te da vaidade triste de falar.
Pensa, completamente silencioso.
Até a glória de ficar silencioso,
Sem pensar.

- Cecília Meireles.

** Aurora austral sobre o mar, entre a Antártica e a Austrália. Foto do astronauta holandês Andre Kuipers, a bordo da Estação Espacial Internacional (ISS). 13 de março de 2012.

"Cala boca! Estou te homenageando!"
A Band de Santa Catarina postou isso hoje, dizendo “Parabéns”.
As mulheres não se silenciaram, e lógico, eles apagaram. Porque são superiores, e não erram.——
Amarelo, preto e vermelho são cores de alerta e perigo. O Amarelo, em especial, é cor do medo. É como se fosse um aviso de alerta dizendo “fique em silêncio e tenha medo”.
Além disso, existe o jogo de palavras, que mudam de tamanho, salientando apenas uma parte do enunciado, que, se em lido em separado, torna-se outra mensagem: “Atenção Mulheres, Silêncio! Silêncio é uma regra! Somente nós, homens, garra, determinação, poder, mãe, esposa, profissional, amante, Mulher”.
A mensagem impõe silêncio, como uma mensagem de alerta. Diz que o silêncio é uma regra - regras devem ser seguidas, se não serão punidas. E o amarelo com preto já vem dizendo para ter medo e é perigoso quebrar a regra.
O resto da mensagem revela que só os homens possuem garra, determinação e poder - demonstrando ser misógina.
Mesmo que a intenção tenha sido positiva - o que duvido muito - toda a mensagem diz que os homens são melhores que as mulheres e é melhor ficarmos quietas e termos medo.
Em termos de marketing, nem é preciso falar… Ninguém - ou poucas mulheres - leram isso como um “parabéns” - e a chance de as que gostam serem as que ficam quietas (sofrem quietas, apanham quietas, morrem quietas) é grande. As únicas pessoas que defenderam a mensagem como positiva foram alguns homens.Como de nós não obtiveram o devido silêncio, tudo foi apagado, e vocês não encontraram essa imagem no facebook da Band Santa Catarina. 

"Cala boca! Estou te homenageando!"

A Band de Santa Catarina postou isso hoje, dizendo “Parabéns”.

As mulheres não se silenciaram, e lógico, eles apagaram. Porque são superiores, e não erram.

——

Amarelo, preto e vermelho são cores de alerta e perigo. O Amarelo, em especial, é cor do medo. É como se fosse um aviso de alerta dizendo “fique em silêncio e tenha medo”.

Além disso, existe o jogo de palavras, que mudam de tamanho, salientando apenas uma parte do enunciado, que, se em lido em separado, torna-se outra mensagem: “Atenção Mulheres, Silêncio! Silêncio é uma regra! Somente nós, homens, garra, determinação, poder, mãe, esposa, profissional, amante, Mulher”.

A mensagem impõe silêncio, como uma mensagem de alerta. Diz que o silêncio é uma regra - regras devem ser seguidas, se não serão punidas. E o amarelo com preto já vem dizendo para ter medo e é perigoso quebrar a regra.

O resto da mensagem revela que só os homens possuem garra, determinação e poder - demonstrando ser misógina.

Mesmo que a intenção tenha sido positiva - o que duvido muito - toda a mensagem diz que os homens são melhores que as mulheres e é melhor ficarmos quietas e termos medo.

Em termos de marketing, nem é preciso falar… Ninguém - ou poucas mulheres - leram isso como um “parabéns” - e a chance de as que gostam serem as que ficam quietas (sofrem quietas, apanham quietas, morrem quietas) é grande. As únicas pessoas que defenderam a mensagem como positiva foram alguns homens.

Como de nós não obtiveram o devido silêncio, tudo foi apagado, e vocês não encontraram essa imagem no facebook da Band Santa Catarina. 

ANTES DE TUDO
O Tarô não é apenas um oráculo ao qual nos dirigimos na esperança de ouvir conselhos para o nosso quotidiano. Se bem utilizado, revela-se um extraordinário veículo de evolução do ser através do autoconhecimento e, como tal, é um instumento de trabalho. Suas cartas reproduzem imagens que pertencem ao acervo mental e emocional da Humanidade conhecido como Inconsciente Coletivo. Sua mensagem, portanto, não deve ser interpretada de maneira meramente racional.
A prática do Tarô pode ser associada a vários outros conhecimentos, esotéricos ou não. Mas, antes de tudo, é um processo de análise que permite, através da observação dos símbolos, a liberação daquilo que todos já possuímos, ou seja, a intuição.
É basicamente a partir da intuição que o Tarô deve ser trabalhado.
CAMARGO, Pedro. Iniciação ao Tarô. Rio de Janeiro: Nova Era, 1992. p. 11

ANTES DE TUDO

O Tarô não é apenas um oráculo ao qual nos dirigimos na esperança de ouvir conselhos para o nosso quotidiano. Se bem utilizado, revela-se um extraordinário veículo de evolução do ser através do autoconhecimento e, como tal, é um instumento de trabalho. Suas cartas reproduzem imagens que pertencem ao acervo mental e emocional da Humanidade conhecido como Inconsciente Coletivo. Sua mensagem, portanto, não deve ser interpretada de maneira meramente racional.

A prática do Tarô pode ser associada a vários outros conhecimentos, esotéricos ou não. Mas, antes de tudo, é um processo de análise que permite, através da observação dos símbolos, a liberação daquilo que todos já possuímos, ou seja, a intuição.

É basicamente a partir da intuição que o Tarô deve ser trabalhado.

CAMARGO, Pedro. Iniciação ao Tarô. Rio de Janeiro: Nova Era, 1992. p. 11

[…] Sabia que ninguém mais ouviria com o mesmo respeito, porque as pessoas tinham medo de saber como a vida era mágica; estavam acostumadas com suas casas, seus empregos, suas expectativas, e se alguém aparecesse dizendo que era possível viajar no tempo - era possível ver castelos no Universo, tarots que contavam histórias, homens que caminhavam pela noite escura - as pessoas iriam se sentir roubadas pela vida, porque elas não tinham aquilo, a vida delas era o dia sempre igual, a noite sempre igual, os fins de semana iguais.
– COELHO, Paulo. Brida. São Paulo: Rocco, 1995, p.93.

"A tendência da vida é dar certo, assim como a da semente é germinar".
"The tendency of the life is work out like the tendency of the seed is germinate".
CAMARGO, Pedro. Iniciação ao Tarô. Rio de Janeiro: Nova Era, 1992. p.17.

"A tendência da vida é dar certo, assim como a da semente é germinar".

"The tendency of the life is work out like the tendency of the seed is germinate".

CAMARGO, Pedro. Iniciação ao Tarô. Rio de Janeiro: Nova Era, 1992. p.17.

Você acredita em tarô?
"O afloramento do inconsciente é um fenômeno que pode ocorrer mesmo sem o auxílio das cartas. No entanto, por produzirem imagens arquetípicas que fazem parte de nossa memória coletiva e que estimulam esse afloramento, as cartas são utilizadas como veículos que favorecem o fluxo do Inconsciente para o Consciente."
"[…] Sabia que ninguém mais ouviria com o mesmo respeito, porque as pessoas tinham medo de saber como a vida era mágica; estavam acostumadas com suas casas, seus empregos, suas expectativas, e se alguém aparecesse dizendo que era possível viajar no tempo - era possível ver castelos no Universo, tarots que contavam histórias, homens que caminhavam pela noite escura - as pessoas iriam se sentir roubadas pela vida, porque elas não tinham aquilo, a vida delas era o dia sempre igual, a noite sempre igual, os fins de semana iguais."

About:

extensão de meus blogs. paganismo, tarô, poesia e pensamentos.

por Sophia Austeros. bruxa e taróloga.
contato por tarologasophia@gmail.com.

extension of my blogs. paganism, tarot, poetry and thoughts

Following: